quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Tarefas práticas de fonética acústica

Rememoro aqui o exercício sugerido:

1. Segmentar as duas frases em três níveis - vocábulos, sílabas e fones;
2. Medir o valor da F0 (frequência fundamental ou pitch), em cada sílaba, tomando por base o pico da intensidade;
3. Anotar os valores no textgrid;
4. Comparar o comportamento da F0 nas duas modalidades de frase disponibilizadas (assertiva e interrogativa).

Locais das próximas aulas


Anotem aí:

Aula do dia 23/09 - sala F220

Aula do dia 28/09 - sala de aula habitual que nunca lembro qual é... rs

Aula do dia 30/09 - sala F220

sexta-feira, 16 de setembro de 2016

Aula prática de fonética acústica

Oi pra todos!

Na quarta,  dia 21/09, teremos aula prática na sala F220 e cá está o material de que vamos precisar:

- O programa Praat: http://br.ccm.net/download/baixaki-15282-praat (deixo este link para download, mas há outros);

- As duas frases que vamos observar no Praat: Renata pescava robalo e Marina comeu as amoras?

- Podem baixar também um manual do praat.

Embora tenhamos o encontro no laboratório, recomendo que baixem o material para os seus computadores para se familiarizar com o programa em casa.

Grande abraço!

Material das aulas de acústica

As próximas aulas serão dedicadas a mostrar características articulatórias e acústicas  dos sons da fala.  Disponibilizo aqui  documentos que serão utilizados em aula:

IPA
Fonética acústica: conceitos básicos
Fonética acústica: vogais

Programas computacionais IPA-Help e PRAAT

quinta-feira, 15 de setembro de 2016

sexta-feira, 9 de setembro de 2016

Leituras de fonética e materiais do 1o mês de aulas

Oi para todos!

Eis as ferramentas computacionais e leituras indicadas durante as aulas de setembro:

Programas computacionais IPA-Help e PRAAT
IPA
Fonética acústica: conceitos básicos
Fonética acústica: vogais
No reino da fala - capítulo 4
Dicionário de linguística e gramática, de C.Jr. 
Introdução à linguística - capítulo 3 - Fonética (Leitura complementar que vale a pena. O texto é claro, abrange tudo o que vimos e a parte de prosódia é muito boa. Escrito pelo Cagliari.)

  • C. Jr. Estrutura da língua portuguesa, "Parte introdutória". pág. 11 a 29. - O propósito da leitura é estabelecer o link entre o curso anterior (Variação em língua portuguesa) e o curso de fonologia, que dará início à descrição linguística pormenorizada do português.
  • C. Jr. Estrutura da língua portuguesa. "Sons vocais elementares e fonemas". pág. 33 a 38.
  • Callou e Leite. "O objeto da fonética e da fonologia" (pág. 11 e 12); "A produção dos sons na linguagem humana" (pág. 13 a 15). "O aparelho fonador e os mecanismos de produção dos sons"  (pág. 16 a 28); "A sílaba" (p. 29-30); "Prosódia" (pág. 30 a 33); "O alfabeto fonético" (p. 33-34); Conceitos básicos de fonologia: "O fonema" (pág. 34 a 36); "Os traços distintivos" (pág. 37 a 40); "Fonemas e variantes. O arquifonema"(p. 40 a 42); "Relação grafema-som-fonema" (pág. 44 a 46).

CHAMADA PARA SELEÇÃO DE BOLSISTAS DE EVENTOS DA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO- 2016


 
 
A Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ convida os estudantes de graduação da UFRJ para participarem do processo seletivo de bolsas de eventos a serem realizados pela Pró-Reitoria de Extens­­ão, de acordo com as normas definidas neste Edital.